DAE recebe aprovação da qualidade da água de Americana

A ARES – PCJ (Agência Reguladora dos Serviços de Saneamento das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí) concluiu o monitoramento da qualidade de água de Americana referente ao mês de maio e entregou o documento ao DAE (Departamento de Água e Esgoto), informando que os níveis estão apropriados para consumo. 

Em duas páginas, o relatório apresenta análises químicas de cloraminas totais, cloro residual, cor aparente, fluoreto, pH, turbidez, escherichia coli, coliformes totais, alumínio, ferro e manganês. Os índices de escherichia coli e coliformes totais foram constatados como ausentes. Sendo assim, a ARES – PCJ afirma que nenhum parâmetro avaliado esteve em desconformidade com a legislação vigente.

O superintendente do DAE Americana, Carlos Cesar Gimenez Zappia, falou sobre a constatação da agência e do serviço feito pelo DAE nos últimos anos. “Os investimentos aplicados na modernização e recuperação da ETA Estação de Tratamento de Água, começam a gerar os resultados esperados na qualidade da água fornecida à população”.

O prefeito de Americana, Omar Najar, destacou o trabalho da autarquia em favor da qualidade da água fornecida. “Americana sofreu por muitos anos com a falta de investimento na estrutura do nosso abastecimento. Esse resultado positivo que vem ocorrendo periodicamente é fruto do trabalho de todos para fazer com que a estrutura do DAE avance no sentido de ampliar a qualidade dos nossos serviços”, disse o prefeito.

De acordo com a ARES – PCJ, o monitoramento é feito por meio de coleta da água distribuída à população e de análise de amostras retiradas da rede de distribuição. A Agência Reguladora foi criada para atender as exigências da Lei Federal nº 11.445/2007 (Política Nacional de Saneamento) e tem como exercício fiscalizar e regular a prestação de serviços de saneamento nos municípios associados.

Unidade de Imprensa / PMA

Fotos: Susy Coutinho