Estação de Tratamento de Água (E.T.A)

null
null

Captação no rio Piracicaba

A água passa por um sistema de grades que impede a entrada de elementos macroscópicos grosseiros (animais mortos, folhas, etc.) no sistema. Parte das partículas está em suspensão fina, em estado coloidal ou em solução, e por ter dimensões muito reduzidas (como a argila, por exemplo), não se depositam, dificultando a remoção.

null
null

Oxidação

Aplicação de Dióxido de Cloro, Carvão Ativado, Ácido Fluorsilicico para eliminar as toxinas, agrotóxicos, algas, etc.  Processo de coagulação e floculação.

null
null

Decantação

Onde começa a separação dos resíduos pesados. A água fica descansando por um período onde esses resíduos pesados ficam embaixo do tanque.

null
null

Filtração

Processo final antes da água ser disponibilizada para consumo. Aqui há a adição de cloro (proteção) e gel cálcio
utilizado quando necessário para
o equilíbrio do pH da água.

null
null

Reservatórios

Depois do longo processo
mostrado anteriormente, chega aos
centros de reservação distribuídos
pela cidade.

null
null

Distribuição

E finalizando o processo,
a água chega até a sua residência
tratada e pronta para o consumo.

infografico_eta-3